Conteúdo

05/09/2019

A terceirização de frotas vem se consolidando no Brasil, a exemplo do que acontece na Europa e Estados Unidos – mercados mais maduros. Pesquisa do Observatório de Veículos de Empresas (OVE), com 368 gestores brasileiros, apontou que 32% das empresas projetam ampliar a frota, e 50,6% já visam a terceirização. Dentre as vantagens, destaca-se a redução de custos, aumento da eficiência operacional, despreocupação com manutenções e depreciações de veículos e garantia de serviços agregados, o que acaba por otimizar o tempo dos gestores

O diretor comercial e gerente de relacionamento, Luiz Henrique Akio Dairiki, foi o porta-voz da Ouro Verde, empresa do mercado de gestão e terceirização de frotas, com mais de 24 mil ativos sob gestão. O superintendente comercial, Cleber Kouyomdjian, falou em nome da LeasePlan, empresa de leasing  com 1,7 milhão de veículos em mais de 30 países. E o head de marketing e vendas, Gabriel Andrade, representou a Localiza, que atua no mercado com 589 agências e uma frota de mais de 208 mil carros disponíveis. Confira:

Quais os cuidados para atender a latente demanda com qualidade e excelência?

Ouro Verde: O desafio certamente é ganhar escala sem comprometer a qualidade dos serviços prestados. É fundamental aliar tecnologia às boas práticas de atendimento. Temos feito investimentos constantes em tecnologia, focados desde a segurança dos dados de nossos clientes, até em alternativas que melhorem o dia-dia dos condutores e gestores de frota. Focar nas pessoas que fazem interface com os clientes também é fundamental – precisam estar cheios de empatia e atitude para conquistar a confiança dos clientes.

LeasePlan: Acreditamos que na era digital, o processo de terceirização traz grandes vantagens econômicas e operacionais. A nova tendência, junto com a evolução tecnológica, mostra uma maior preocupação com o indivíduo, com o usuário e sua experiência. Trata-se do processo de individualização no modelo de terceirização. Além de atender as necessidades dos clientes/empresa, precisamos atender as demandas individuais de cada usuário. Acreditamos estar diante de uma nova fase evolutiva. 

Localiza: O  principal cuidado é entender em profundidade qual a demanda de cada empresa e não somente terceirizar a frota. Entendemos ser necessário compreender as dores de cada empresa para, então, verificar como podemos oferecer a melhor solução de mobilidade. Cada cliente deve ser visto com suas particularidades e as soluções customizadas em conjunto. 

Ainda há os que defendem a manutenção de frota própria, alegando maior controle da gestão, autonomia para resolução de problemas e, consequentemente, mais zelo pela marca. O que diriam a esse grupo?

Ouro Verde: Estudos apontam a forte tendência da terceirização de frotas e o grande potencial do mercado brasileiro, entretanto, como toda mudança pode haver resistência. A mudança é cultural e muitos ainda enxergam valor na propriedade dos ativos, no gerenciamento direto e na autonomia sobre os processos. Entretanto, temos inúmeros cases de terceirização bem-sucedidos. A terceirização traz benefícios tangíveis e intangíveis e se bem conduzida permitirá que o sucesso do seu core business seja atingido plenamente e antecipadamente. 

LeasePlan: Cada empresa tem suas necessidades específicas.  É necessário analisar todos os custos visíveis e invisíveis. A parceria entre cliente e terceirizadora é fundamental. Entender o modo de operação do cliente, perfil dos usuários, perfil de utilização, política de frotas, RH, todos os detalhes, para oferecer um serviço que atenda as diferentes necessidades da empresa e usuários. Não é uma decisão simples. Pensando financeiramente, os pontos positivos são inúmeros, se a empresa está buscando redução de custos, com certeza, a terceirização é a melhor saída.

Localiza: Novamente, a particularidade de cada empresa e suas necessidades de mobilidade devem ser levadas em conta. A terceirização traz incontestáveis benefícios. É claro que um parceiro com alta qualidade em sua oferta deve ser escolhido para assegurar o zelo pela marca da empresa. Diria para experimentarem, fazerem um teste. Tenho convicção, e cada vez mais o mercado também, que terceirizar é a melhor decisão, mas se a “teoria” ainda não convenceu, o melhor caminho é testar na prática e comparar os resultados.

Um receio ao terceirizar a frota é a escolha dos veículos, que devem ser totalmente adequados ao tipo de utilização. Quais cuidados vocês têm nesse sentido? 

Ouro Verde A escolha dos veículos e do modelo de contrato são variáveis fundamentais. Infelizmente ainda experimentamos uma busca obstinada pela redução da fatura de locação de frota, sem avaliar o TCO ou mesmo o TCM. Trabalhamos para que os gestores de frota e os contratantes do serviço de locação analisem o projeto como um todo e atuamos de modo consultivo apresentando os modelos de veículo com melhor custo benefício para cada tipo de operação e público.

LeasePlan: Uma correta análise do TCO (ou TCM) é fundamental para a escolha correta do veículo. Felizmente o mercado está bastante maduro e a gama de produtos é bem diversificada, atendendo diversas demandas. Quando falamos de frota como benefício, ou seja, aquela utilizada como benefício ao usuário, esta passa a ser um fator de retenção do funcionário ou pode atuar de forma contrária, caso a escolha for mal feita.

Localiza: Esse receio é uma vantagem de terceirizar a frota: escolher livremente o modelo de carro que mais atende ao negócio da empresa e ainda com a possibilidade de personalizá-lo de acordo com as possíveis necessidades. Nossa equipe comercial sempre auxilia na escolha da frota, para juntos chegarem na melhor decisão. Além disso, por contarmos com diversos clientes de todos os segmentos, normalmente disponibilizamos benchmarks que ajudam. 

Ainda sobre o tipo de frota, os veículos de alto nível despontam como tendência? É algo para segmentos específicos?

Ouro Verde: Em virtude do processo evolutivo de terceirização, a tendência é que as frotas de alto nível sejam as últimas a serem terceirizadas. Muitos ainda possuem receio. Isto não significa que haja impeditivos para terceirizar frotas de alto valor ou modelos premium. Temos frotas de todos os tipos e níveis hierárquicos.

LeasePlan: Com o avanço da tecnologia e mudanças de comportamento dos condutores, novos modelos de negócio começam a surgir. Mobilidade para usuários, diminuição da “propriedade”, compartilhamento de veículos, carros elétricos ou híbridos, são alguns dos exemplos. Elevando assim, a atenção ao meio ambiente e também redução de custos. Por tudo isso, surgem novas demandas, que entendemos serem soluções para segmentos específicos, porém, não descartamos a tendência e estamos atuando fortemente em ações pontuais para auxiliar nesse processo evolutivo do mercado e de nossos clientes de acordo com suas necessidades.

Localiza: Há uma tendência geral pela terceirização com o avanço da maturidade do mercado, que tem entendido cada vez melhor as oportunidades de otimização que a alternativa traz, além da necessidade do gestor em ter uma atuação estratégica. Com isso, os modelos mais high level também seguem essa tendência, sendo que um nível de serviço de alta qualidade se torna ainda mais crítico para clientes deste tipo.

No quesito economia, ouve-se falar que as versões 1.4 e 1.6 podem ser mais baratas. Isso porque frotas 1.0 acabam se desgastando com mais facilidade, tendo potencial para declinar antes do fim dos contratos. 

Ouro Verde: Depende! Em geral, modelos de motorização 1.4 e 1.6 possuem mais conforto e potência, porém, isto não significa que irão se desgastar menos. Tudo depende do modelo de veículo adequado à operação/utilização. A indústria automotiva tem avançado bastante no que se refere à tecnologia de motores e há uma forte tendência do downsizing, no qual, motores de menor cilindrada tem ganhado potência ao se utilizar de tecnologias.

Leaseplan: Apesar de o volume de carros 1.0 ter subido sua participação (35,12% em 2018 vs 37,98% em 2019), em algumas frotas, os veículos 1.4 e 1.6 têm se mostrado mais eficiente em relação ao seu TCO. Além disso, percebemos que outro fator importante na escolha de veículos 1.4 ou 1.6 está relacionado à satisfação do usuário e melhora nas condições de utilização. A equação preço tem total relação com o perfil de utilização e necessidade de cada empresa, portanto, uma maior motorização, não necessariamente significa menores custos de prestações, porém, pode representar num menor custo de propriedade. 

Localiza: Esse é um ponto muito relativo, não conseguimos enxergar uma conclusão absoluta. São muitas as variáveis que influenciam neste caso: eficiência dos modelos 1.0 por montadora, finalidade de utilização da frota, perfil de condução dos motoristas, entre outros. O ideal é acompanhar os indicadores. Em alguns casos, inclusive, fazendo a utilização de telemetria para identificar possíveis oportunidades de redução de custo.

Por: Paula Bonini, jornalista para PARAR Review

Deixe seu comentário