Whatsapp

Blog

Qual a tecnologia ideal para a minha frota?

Blog

Qual a tecnologia ideal para a minha frota?

05 de Agosto de 2021

Dentre as principais, destacam-se o rastreamento, telemetria e vídeo-telemetria. Indicadas para diferentes tipos de frotas, inclusive as menores, oferecem ao gestor a possibilidade de controle, economia e segurança.

Há mais de uma década atuando como uma empresa de telemetria, ouvimos inúmeras perguntas, tais como: “se roubarem meu carro, como fazer um rastreamento preciso para encontrá-lo?”, “como a telemetria pode me ajudar?” , “quais indicadores devo avaliar para obter melhores resultados?”. Porém, sem dúvidas, dentre todas elas, a mais recorrente é a “qual a tecnologia ideal para a minha frota?”. 

E engana-se quem pensa que o questionamento é comum apenas para grandes empresas e indústrias, que contam com frotas maiores e diversificadas. Os gestores de frotas menores também se deparam com essa dúvida e buscam a tecnologia ideal para otimizar a sua gestão. 

Comerciantes e micro empresários, de diversos nichos – desde padarias, lojas em geral, lavanderias...- questionam-se: afinal, devo investir em localização, rastreamento, telemetria ou vídeo-telemetria? 

De fato, é uma pergunta-chave que as empresas devem fazer para avaliar bem e decidir a tecnologia ideal para a sua frota. Existem diferenças importantes entre elas e o que vai determinar qual é a mais adequada é a finalidade do uso. Ficou confuso? A gente te explica.

 

Tecnologia de localização de veículos

Na base da pirâmide, temos a tecnologia de localização, que aponta o endereço exato onde está o veículo, ou seja, é uma ferramenta que indica apenas a posição do veículo no momento da consulta.

É muito utilizada pelas seguradoras, já que facilita a recuperação do veículo em caso de roubo. Esta tecnologia é uma opção viável, inclusive, para empresas que não praticam a gestão de frotas, mas que precisam proteger os veículos por não terem seguro, por exemplo. 
Recomenda-se, em alguns casos, que juntamente com a tecnologia de localização seja contratado um serviço adicional de pronta-resposta, para que a empresa tenha a quem recorrer quando precisar encontrar um ou mais veículos. 

 

O rastreamento de veículos e suas muitas utilidades

O rastreamento, como o próprio nome sugere, é uma tecnologia que mostra o rastro da frota, ou seja, traça exatamente por onde os carros estão percorrendo, o que contribui inclusive na redução de custos
Isso porque, com as informações do hodômetro e da ignição, o gestor de frotas consegue analisar, por exemplo, o uso e a distância percorrida pelo carro dentro e fora do período comercial. Os excessos de velocidade praticados pelos condutores e outras informações relevantes são dadas pelo rastreador, oferecendo ao gestor uma possibilidade incrível de controle e organização da frota.
Enxerga-se não só a rota feita pelo condutor, mas os pontos de parada, a velocidade por km/h, o histórico e as ações por período, beneficiando empresas de grande, médio ou pequeno porte, independentemente do tamanho da frota. O gestor pode acompanhar a produtividade do time de campo (e que utiliza a frota para exercer suas atividades rotineiras).
Como se vê, a tecnologia de rastreamento possibilita analisar todo o trajeto do veículo. Por isso, a ferramenta é ainda uma ótima medida de segurança, capaz de contribuir com uma mudança de comportamento no trânsito e preservar vidas. O Golflleet Rastreamento, por exemplo, traz informações bastante precisas, que se bem utilizadas otimizam a gestão de frotas de uma forma única.


Telemetria e seu impacto na gestão de frotas

Até aqui, focamos no rastreamento. Agora, vamos avançar um pouco e entrar na telemetria? É uma ferramenta um pouco mais complexa, mas que também é indicada para diferentes portes de frotas.

A telemetria capta informações do veículo e as comunica para um sistema, em que o gestor de frotas consegue compilar os dados e tomar decisões importantes. Aqui, vale esclarecer: enquanto a localização e o rastreamento têm como foco o veículo, a telemetria possui como diferencial as informações de comportamento do condutor, com o foco em cuidar da vida das pessoas no trânsito. Assim fica mais claro, né?

Entre os indicadores da telemetria, destacam-se: análise de comportamento dos condutores; políticas de frotas configuráveis; indicação de gastos com manutenção e combustível; gestão da velocidade por via; gestão de multas, sinistros e consumos (https://golsat.com.br/solucoes/golfleet-telemetria).

Os relatórios gerados pela telemetria são amplos e precisos, e o gestor consegue analisar, em tempo real, a evolução dos principais KPI’s, seja por condutor, veículo ou grupo. Quando integrada com sistemas de cartão de combustível, faz todos os tipos de cruzamento de dados, identificando consumos extras, fraudes e ociosidades. 
Com isso, o gestor de frotas consegue alterar cenários, alcançar uma economia significativa e implantar um ambiente seguro e produtivo, de acordo com sua política de frotas.

 

Tecnologia de vídeo-telemetria: modernidade e facilidade

Por fim, na ponta da pirâmide, temos o que há de mais moderno nas tecnologias: a video-telemetria. Ainda pouco explorada no Brasil, mas bastante conhecida e utilizada em países mais desenvolvidos, a telemetria somada com uma câmera e a inteligência artificial é ideal para empresas que já realizam uma gestão de frotas avançada.
Cumpre com as funções da tecnologia de telemetria, mas com alguns diferenciais bastante interessantes. Um deles é que um único equipamento faz a função do rastreador e da câmera. Com isso, a video-telemetria faz o reconhecimento facial do condutor, sem que ele precise realizar qualquer ação, evitando transtornos como a perda ou troca de cartões de identificação, agilizando as auditorias de infrações e utilizações de veículos.
Agora que você já conhece as principais tecnologias disponíveis no mercado: rastreamento, telemetria e vide-telemetria, mãos à obra! Para escolher a melhor opção, é importante avaliar os objetivos e os gargalos da sua gestão de frotas. 

Quer trocar ideias para definir qual a tecnologia mais indicada para a sua frota? Fale com a gente. Ah! E se ficou com alguma dúvida, deixe nos comentários, que vamos te ajudar.