Conteúdo

13/04/2020

O bom gerenciamento de uma frota é feito através de muitos passos. Envolve a implementação de uma cultura de segurança, tecnologias que cuidam da vida dos condutores e que também auxiliam na redução de custos, mas também é estar preparado para momentos de crise. Com a disseminação do COVID-19, os gestores de frota estão enfrentando um desafio que até um tempo atrás nem era cogitado: o de lidar com uma pandemia. Diante desse novo cenário, a ociosidade da frota é uma grande preocupação. Confira nessa matéria várias dicas do que fazer nesse período. 

Sabemos que o isolamento é a principal recomendação durante a pandemia, mas algumas frotas não podem parar sua circulação, por isso medidas de segurança foram implementadas para todos os condutores. As frotas são uma grande preocupação para o mercado de trabalho nesse momento. Algumas frotas podem sofrer uma desaceleração devido a potenciais clientes que restringem seus orçamentos, enquanto outras podem estar mais ocupadas do que o habitual com uma quantidade maior de viagens ou a necessidade de fornecer trabalhos locais. 

Para as frotas que precisam continuar, a melhor maneira de garantir seu funcionamento na crise é continuar tratando as frotas com a maior normalidade possível, realizando inclusive as manutenções.

Ao desenvolver sua estratégia de manutenção de frota durante o COVID-19, pense como manter sua frota ativa e conectada. Trabalhar com a telemetria é uma ótima solução nesse momento, já que com ela é possível acompanhar o trajeto de todos os carros e também analisar quais estão ficando mais tempo parados para ajudar no rodízio. 

Se sua frota estiver com menos trabalho que o normal, a manutenção preventiva é uma ótima escolha. Tomar medidas preventivas agora vai ajudar para que sua frota trabalhe melhor quando as atividades voltarem ao normal. Por isso, manter o cronograma da frota é essencial para que os veículos continuem no mínimo de normalidade. 

Além de manutenção preventiva, acompanhar as despesas da sua frota neste momento é imprescindível. Fazer uma análise de TCO detalhada pode ajudar a entender onde reduzir custos para se adaptar a frota ociosa.

Além das manutenções e análise de TCO, como garantir que os veículos não fiquem danificados no período de ociosidade? Aqui nessa matéria também vamos dar algumas dicas do que fazer com o carro parado. 

Dicas do que fazer com os veículos parados

  • Se os veículos não estiverem sendo usados, dê partida neles pelo menos 1 vez por semana e deixe-os funcionando por pelo menos 20 minutos. Mesmo quando desligados alguns componentes consomem energia da bateria. Sendo assim, caso o carro fique muito tempo desligado, a carga da bateria será consumida e os veículos podem vir a ficar sem carga ou perder configurações, como por exemplo, código do rádio, configuração do vidro elétrico ou até o reconhecimento do combustível em alguns veículos flex;
  • Quando for ligar os veículos uma vez por semana, aproveite também para subir e descer os vidros, acione o limpador de para-brisa, acione o ventilador do ar condicionado e gire o volante para ambos os lados. Se possível, movimente os veículos e troque também as marchas. Isso porque os componentes elétricos/mecânicos podem travar por falta de uso;
  • Calibrar os pneus no máximo. O pneu naturalmente perde ar, logo se estiver parado por muitos dias, e a calibragem diminuir muito ele pode vir a deformar, o que pode danificá-lo;
  • O ideal é manter o tanque dos veículos cheios. Se o tanque não estiver completo, vai ter ar preenchendo o resto do espaço, como o ar contém umidade, ela pode se condensar e se transformar em água. E aí essa água pode causar alguns problemas no sistema de alimentação do veículo, como bomba de combustível e bicos injetores.

Devido ao coronavírus, a gestão de frotas também teve que se adaptar e encontrar novas formas de operar. Graças a tecnologia, a gestão da frota pode ser feita de maneira remota, através de um software, como é o caso do golfleet, software de telemetria da GolSat. AQUI nessa outra matéria explicamos algumas maneiras de trabalhar lado a lado com a tecnologia nesse momento. 

Como sua frota está atuando nesse momento? Conta pra gente nos comentários.

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *