Conteúdo

29/03/2018

A meta da Castrol de zero acidentes pode, para muitos, parecer algo distante ou até mesmo impossível, mas um resultado alcançado recentemente mostra que a companhia está no caminho certo: em novembro, nenhum motorista da Castrol ultrapassou, nem por 1 segundo, a velocidade máxima de 120 km/h.

O feito é consequência de um Programa de Direção Defensiva sólido, implantado junto com outras ações que ajudam a disseminar a cultura de segurança para todos os colaboradores. Desde janeiro de 2007, esse Programa monitora, através da telemetria, alguns parâmetros do carro e um deles é a velocidade. “Qualquer ultrapassagem de velocidade, mesmo sendo de 1 ou 2 segundos, já determina que o motorista está ultrapassando a velocidade. Então, estamos falando de parâmetros bem difíceis de atingir”, explica Gustavo Benegas, diretor de saúde, segurança e meio ambiente da Castrol Brasil.

O limite de 120 km/h foi determinado porque essa é a velocidade máxima permitida no Código Brasileiro de Trânsito, porém, os motoristas recebem orientação para que respeitem a máxima da via por onde estão circulando. Atualmente, a Castrol conta com 40 condutores percorrendo todo o Brasil.

 

Uma boa Política de Frotas é a solução

Para Benegas, o primeiro passo para se atingir essa conscientização e atitude por parte dos colaboradores é estabelecer regras claras, tanto através do treinamento, quanto formalizadas na Política de Frota. “Outra coisa muito importante é que a segurança é mais uma variável do nosso negócio. Os gerentes de vendas, por exemplo, além de ter que apresentar os números de vendas, precisam apresentar números de segurança”.

Além disso, sem o monitoramento, nenhuma dessas medidas faria sentido. “Desde 2008, temos um Programa de Reconhecimento de Bons Comportamentos, em que o motorista que dirige da forma correta, sem ultrapassar a velocidade, vai somando pontos e, ao final do ano, aquele que tiver acumulado mais pontos, será considerado o Motorista do Ano”.

Por outro lado, a Castrol também possui um Programa Disciplinar. Aqueles motoristas que dirigirem de forma insegura, que tiverem muitas multas ou que ultrapassarem a velocidade previamente acordada, passam por um processo de reeducação visando evitar a reincidência do erro. “ Este processo pode contemplar uma advertência ou um novo treinamento.” revelou Benegas.  O objetivo da Castrol com este Programa é manter em seu quadro de colaboradores motoristas responsáveis ao volante.

 

Sua empresa tem uma Política de Frotas? Você acha que essa é uma boa solução para os acidentes? Comente com a gente nos comentários. 

 

Por: Karina Constancio, Coordenadora de Conteúdo da WTM, para PARAR Review. 

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *