Cargill, Empresa que se Importa com Colaboradores, Cargill

Conteúdo

28/03/2015

Empresa que nasceu com o propósito de nutrir as pessoas e hoje é uma das maiores indústrias alimentícias do mundo, a Cargill soma 152 anos de história desde a primeira fábrica fundada na cidade de Conover, Iowa, nos Estados Unidos. Tudo começou com um pequeno armazém de grãos adquirido pelo jovem William Wallace Cargill, em 1865, e, até se tornar a maior empresa de capital privado do mundo, foi preciso vencer algumas situações adversas da história: crises internacionais, graves crises econômicas e duas guerras mundiais logo nos seus primeiros anos de existência.

 

Valores compartilhados

Na Cargill, são os relacionamentos que constroem a identidade da empresa. Cada colaborador carrega em seus conhecimentos, habilidades e vivências a expertise de negócio que garante a eficiência e o crescimento da companhia. Por isso, a Cargill  valoriza o desenvolvimento profissional e pessoal de cada um e reconhece sua dedicação e empenho por meio de diversas ações de atração, capacitação e retenção de talentos.

No Plano de Desenvolvimento de Performance, o departamento de Recursos Humanos acompanha de perto a evolução de cada profissional, estimulando o diálogo e o alinhamento constante entre colaboradores e gestores. Aliás, quando se fala em liderança, a Cargill também oferece suporte para o profissional em diversas fases de sua carreira com o objetivo de formar líderes do presente e do futuro.

Cuidar das pessoas está no DNA da Cargill e isso também se reflete em projetos que visam oferecer maior qualidade de vida para seus colaboradores, incentivando a prática de esporte, atividades socioculturais, a saúde e o bem-estar. Confira algumas dessas ações:

  • Um dos eventos de destaque, realizado na sede da Cargill, é o Cargill Junior, em que os filhos dos colaboradores passam um dia com os pais no trabalho, em atividades especiais.
  • Além de um grupo de corrida da Cargill, a empresa promove futebol semanal, campeonato de futebol, festival de boliche e de kart.
  • O Programa Novo Tempo, desenvolvido pela CargillPrev, ajuda os gestores a refletirem e planejarem melhor o processo de aposentadoria, além de prepará-los para essa transição.
  • Com a implantação do Gym Pass, os colaboradores têm a opção de frequentar mais de 5 mil academias parceiras em diversas cidades.
  • As funcionárias gestantes contam com o Programa Gerar, que consiste no acompanhamento telefônico, feito por uma equipe de enfermeiros obstetras e médicos, desde o pré-natal e até o primeiro mês de vida do bebê. Além disso, mães que trabalham em São Paulo (SP) e em Ponta Grossa (PR) contam com a Sala de Apoio à Amamentação.
  • A Cargill também realiza periodicamente o Encontro de Gestantes, com uma consultoria especializada que oferece orientação sobre gestação, parto e amamentação.

 

Avanços em sustentabilidade

Desde que chegou ao Brasil, a Cargill sempre foi comprometida com questões ligadas ao desenvolvimento social e à preservação do meio ambiente. Diante disso, foi criada a Fundação Cargill, no ano de 1973, para fomentar o desenvolvimento do potencial agrícola do Brasil através do desenvolvimento de publicações de cunho acadêmico, voltadas para as ciências agrárias, com temáticas sobre tecnologias para a produção de alimentos, prevenção e combate a doenças e métodos inovadores de uso responsável dos recursos naturais. Somente em 2016, a Fundação desenvolveu 24 iniciativas em 35 cidades do Brasil, que beneficiaram mais de 31 mil pessoas. Os resultados foram obtidos por meio da realização de projetos próprios, como o “de grão em grão”, apoio a outros projetos e parcerias estratégicas.

Além disso, os avanços na área de sustentabilidade reforçam o compromisso da Cargill em promover ações para melhorar o uso do solo, reduzir os gases do efeito estufa e proteger as florestas. Em 2015, quando lançou sua Política para Florestas, oficializou o compromisso de proteger as áreas de maior biodiversidade do planeta e se comprometeu a reduzir o desmatamento em toda a sua cadeia de produção agrícola pela metade até 2020 e acabar totalmente com ele até 2030.

A Política estabelece que a lei seja 100% cumprida em cada local em que a cadeia produtiva atua, que a agricultura familiar seja estimulada, que princípios ambientais sejam sempre adotados nos investimentos futuros da companhia, que fornecedores que não atendam aos princípios da Política sejam suspendidos, e que sejam adotados sete passos práticos para proteger as florestas, supervisionados pelas áreas corporativas e pelo Comitê de Sustentabilidade da Cargill.

 

Meta de zero acidentes

A vida é inegociável e a Cargill leva isso como valor. A segurança é prioridade da companhia e o compromisso, compartilhado por todos os colaboradores, é de manter esse indicador zerado e contribuir para que a empresa alcance a meta de fatalidade zero globalmente.

Mesmo com várias obras, especialmente nas regiões Norte e Centro-Oeste, e as operações de rotina nas unidades, a Cargill fechou 2016 sem nenhum acidente fatal no Brasil, resultado do trabalho permanente realizado em prevenção, capacitação e comunicação, com melhorias implementadas ano a ano.

Segundo a companhia, os líderes devem demonstrar na prática e na tomada de decisão do dia a dia da operação a importância e o valor da segurança em primeiro lugar. Valores que refletem a maneira como a gestão de frotas é administrada na companhia. Estamos falando de um dos maiores centros de custos, mas, mais do que isso, de um departamento que deve ter a cultura de segurança intrínseca em cada uma de suas atividades.

São 3 mil veículos circulando continuamente e cerca de 60 mil que carregam ao longo do ano pela Cargill em todas as unidades de negócio. De acordo com Michel Roulet, gerente de transportes da Cargill Transportes, todas as ações são pautadas na segurança dos condutores, sem perder o foco no aumento do nível de serviço e produtividade.

Entre os maiores desafios do setor, segundo Roulet, está a profissionalização de setor e a missão de manter o ativo produtivo o máximo de tempo possível. “No longo prazo, teremos uma automatização muito forte. No curto prazo, precisamos de uma profissionalização no segmento e qualificação de mão de obra, caso contrário, os veículos autônomos irão chegar antes do que imaginamos”, ressaltou.

 

Você também acha que o foco das empresas tem que ser o cuidado com pessoas? O que achou do case da Cargill? Conta pra gente!

 

Por: Karina Constancio, Coordenadora de Conteúdo da WTM, para PARAR Review. 

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cargill, Empresa que se Importa com Colaboradores, Cargill, Case De Sucesso, Empresa Sustentável, Empresa Alimentícia