Whatsapp

Blog

Setor de engenharia: por que a área pede pela telemetria?

Blog

Setor de engenharia: por que a área pede pela telemetria?

04 de Agosto de 2021

Clientes têm pedido que os veículos usados na frota do setor contem com a telemetria. Quer entender o porquê? Nós te explicamos.

Já faz tempo que a tecnologia não é um diferencial, mas uma necessidade indispensável na gestão de frotas, independentemente do nicho de mercado. No setor de engenharia, não é diferente. O segmento é bastante abrangente e contempla: engenharia de construção civil, infraestrutura urbana, de rodovias e serviços. 

Uma área em constante expansão e grandes projeções. Para se ter uma ideia, estimativas da Câmara Brasileira de Indústria e Construção (CBIC) apontam para 2021 uma expansão de 4% somente no setor de construção civil, o que fica acima do crescimento estimado da própria economia brasileira (3,5%).

Para atender as expectativas da demanda crescente das frotas da engenharia, precisamos entender as suas particularidades. Os clientes têm pedido que os veículos usados no setor contem com a telemetria. Quer entender o porquê? Nós te explicamos. 

 

Quais as particularidades das frotas usadas na engenharia?

Primeiramente, vamos entender as particularidades que envolvem as frotas do segmento. Sabemos que a engenharia, normalmente, trabalha com grandes operações e longas distâncias. Sendo assim, os custos envolvidos com a frota são altos, principalmente com combustível, manutenções e multas. Uma das necessidades, sem dúvidas, é minimizar os gastos de maneira eficiente.

Outra busca do setor é diminuir a quantidade de acidentes. Ao circular por áreas longínquas, não são raras as intercorrências, chegando lamentavelmente a culminar em acidentes fatais. Nota-se, que existe uma necessidade de investir e aumentar a segurança, sendo um foco incontestável dos gestores do segmento.

A equipe de engenharia, especialmente a que atua na construção civil, está constantemente circulando em áreas remotas e de difícil acesso. Com isso, a frota do setor enfrenta mais dois problemas cruciais: a falta de sinal e as constantes falhas na conexão. Isso afeta a qualidade de informações, interferindo no uso eficaz e seguro da frota e diminuindo o bom controle e gerenciamento dos veículos e da equipe. 

Essas “dores”, enfrentadas diariamente pelo setor, mostram os principais motivos que fazem a telemetria ser indispensável para as frotas da engenharia. Justifica-se o porque os próprios clientes tem pedido pela telemetria em seus veículos. 

 

Telemetria supre as “dores” do segmento

Por meio do sistema de GPS e GPRS, o cliente tem a possibilidade de acessar todos os dados referentes ao veículo, após o carro sair do que chamamos de “áreas de sombra” (quando não há sinal). Isso, sem dúvidas, faz a diferença e supre uma das principais dores do setor. 

É de suma importância contratar uma tecnologia de ponta, com servidores que garantem a entrega das informações quando o veículo sai dessas  “áreas de sombra" . Com a telemetria golfleet, por exemplo, nenhuma informação relevante é perdida. Todos os dados referentes à velocidade, identificação, comportamento do condutor (acelerações, frenagens bruscas), etc, podem ser analisados no momento oportuno. A telemetria golfleet oferece relatórios vastos de informações, dando todo o suporte necessário para a tomada de decisão do gestor. 

O valor à vida, inclusive, é o propósito maior da ferramenta. Tanto que foi desenvolvida uma plataforma altamente dinâmica, onde o gestor consegue basear toda sua estratégia a partir de informações sobre como seus condutores se comportam atrás do volante. A segurança é, indiscutivelmente, priorizada.  

Sendo os custos um dos gargalos do segmento, ele poderá ser otimizado e reduzido através de várias possibilidades oferecidas, como a integração “telemetria e abastecimento”, em que o gestor pode consultar e gerenciar todas as informações de abastecimento de forma simples, inteligente e assertiva. 

O módulo de gestão de combustível cruza, de forma automática, os dados de abastecimentos com os de telemetria, trazendo ao gestor indicadores como: custo preciso de reais por quilômetro rodado; média de consumo por veículo e  média de preço por litro e por tipo de combustível. Também indica possíveis fraudes, abastecimentos suspeitos e veículos abaixo ou acima da média normal de consumo.

Por fim, mais uma vantagem que chama a atenção é o fato da tecnologia de telemetria do golfleet ter abrangência nacional, o que ajuda muito o cliente, uma vez que a ferramenta pode ser contratada por empresas de diversos lugares do Brasil. 

 

Velocidade por via para entender e mudar o comportamento do condutor

O módulo Velocidade por Via (Vvia) é muito apropriado para o segmento de engenharia. Oferece maior segurança e redução de custos com o controle automático de velocidade. Isso porque a  velocidade de todas as posições, de todos os veículos da frota são validadas seguindo a regra dos órgãos de fiscalização urbana e rodoviária, gerando informações precisas sempre que o condutor exceder a velocidade permitida na via.

A partir do momento em que se entende o comportamento, é possível implementar ações para alterar as práticas inadequadas. Cabe ao gestor, ao analisar os dados trazidos pelo Vvia, não só identificar onde estão os gargalos, mas definir o que pode ser feito para saná-los. É preciso desenvolver ações práticas com o intuito de implementar uma cultura de segurança eficaz e assertiva, que reflete na gestão como um todo. 

 

Quer saber mais? Entre em contato com a gente. Oferecemos suporte em todas as etapas do atendimento. Agora, conte aqui: quais as principais “dores” que você tem no dia a dia com a sua frota na engenharia?